home
listar posts
fale conosco

Bruna Kalaes é jornalista
e responsável pelas
mídias sociais da Unesp
Sentido da dança
Publicado em 12/07/2012 às 09:00

Comentei abaixo sobre a apresentação surpresa que abriu o evento.
Trago a ficha técnica do grupo e mais algumas fotinhos.

Melodia Sentimental
 
Sheila Minatti - cantora
Natan Bádue - pianista
Flávia Brassarola Borsani - bailarina
José manuel Lazaro de Ortecho - ator
Alexandre Sampaio - iluminador
Kathya Maria Ayres de Godoy - diretora artística
 

 

 

 

 

 

Projeto de vida
Publicado em 10/07/2012 às 11:00

Sabem quando alguém nos conta como a dança mudou sua vida e bate aquela vontade louca de correr para a academia do bairro?  Então, conheci uma pessoa dessas no II Congresso da Anda.

Silvia Woff era bailarina clássica profissional e aos 34 anos, enquanto realizava seu doutorado, sofreu um AVC.  Daí em diante, Woff decidiu estudar a reabilitação de pacientes que sofreram AVC por meio da dança. Hoje, além de realizar os estudos de seu pós-doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Silvia também participa da reabilitação junto com o grupo.
 
Apesar do áudio meio ruim, vale a pena o esforço para ouvir esse depoimento muito bacana! 
 
 
 
Triplice artística
Publicado em 10/07/2012 às 10:00

Posto aqui mais três painéis muito interessantes.

 

"Um estudo sobre os aspectos 'disruptivos' na dança tribal!" - Thamires, da Faculdade de Educação Física , câmpus de Rio Claro

 

"Em um conto dancei" , Ágata Pereira
O projeto visa levar a dança a crianças vítimas de violência doméstica

 

"A troca de experiências como desenvolvimento coletivo – o núcleo contemporâneo"
Priscila e Ana, do Instituto de Artes da Unesp, licenciatura em arte de teatro. É coordenado pela professora Kathya Godoy

A tal da dança política...
Publicado em 06/07/2012 às 16:00

Um dos comitês que mais me intrigou quando recebi a programação deste Congresso, foi "Dança em política" - cheguei até a tecer algumas especulações no primeiro post desse blog. Na tarde de ontem, acompanhei um pouco das discussões desse comitê e descobri que vários movimentos, individuais ou coletivos, remetem a uma intersecção entre as duas áreas.

 
Para exemplificar, posto aqui o painel de Fernanda, aluna de Comunicação e Estudos do Corpo, na PUC-SP, que conheceu o "Mobilização Dança" em uma visita do grupo à sua universidade. Gostou tanto da causa que é sobre eles sua iniciação científica, com apoio da Fapesp.
 
 
Últimos momentos
Publicado em 06/07/2012 às 13:00

Termina hoje o II Congresso Anda. Além da linda surpresa da apresentação de abertura, devo dizer que hoje foi um dos momentos que mais apreciei. Pela manhã, houve a apresentação dos painéis e encontrei muita coisa legal por lá, vou postando aos poucos os vídeos.

A organizadora do evento pela Unesp, Kathya Godoy, professora do Instituto de Artes, fez um balanço da importância desse evento para a comunidade unespiana.

 


 

Corpos coletivos
Publicado em 06/07/2012 às 13:00

Um dos painéis mais próximos da minha realidade e conhecimentos foi o de Daniela do Nascimento, do Instituto de Artes da Unesp.

Daniela estuda o corpo na cidade e sua abordagem é entender as relações do corpo nas grande metrópoles, como acontece a relação do ser com o outro, com o qual não há nenhuma intimidade, em espaços públicos como trens, metrôs... E, bem, quem já passeou pelos coletivos de São Paulo sabe que nossos corpinhos não são muito bem tratados neles, né?

 

Saving the "live"
Publicado em 05/07/2012 às 12:00

Nesta manhã, a Diana Taylor, aquela professora que postei o podcast no primeiro post, deu sua palestra. Ela é uma grande defensora da preservação das performances, conforme vocês poderão conferir no vídeo abaixo.

Diana também falou coisas incriveis sobre a obra da performer Marina Abramovic, cuja marca principal é interagir diretamente com o público (às vezes, nua). Fiquei curiosa para conhecer sua obra e, quem sabe, um dia também fazer parte dela (vestida, de preferência)
 

Bônus track
Publicado em 04/07/2012 às 14:00

No horário de almoço, descobri uma exposição muito curiosa aqui no Instituto de Artes. São pisos com sensores que tocam uma linda canção em um piano no canto da sala conforme você pisa neles. Confiram meu momento Tom Hanks - piada que deve ter sido feita por cerca de 98% das pessoas que por aqui passaram.

Também tem uma parede cheia de tablets, em que cada um destaca um dos cinco sentidos.

A exposição se chama "Corpo Interface" e vai até 7/7.

 

A parede de tablets

Memes e a genética
Publicado em 04/07/2012 às 13:00

Sabem a expressão memes? Sim, aquela sempre usam quando alguma modinha chiclete surge nas redes sociais. Então, descobri na primeira palestra do II Congresso da Anda, com Christine Greiner, professora do Departamento de Linguagens do Corpo da PUC, que essa palavrinha tem tudo a ver com genética (OI?). E mais: quando esses grudes não saem da sua cabeça, a culpa é do seu cérebro!

De acordo com Christine, em citação ao cientista Richard Dokins, precursor do termo, e Robert Aunger, autor do livro “O meme elétrico”, os memes como replicação cultural são unidades mínimas da cultura e não a idéia pronta em si. Ou seja, o meme é um padrão neuronial que, graças a você, ganhou vida. Em seu livro, Aunger disse que o meme elétrico seria uma classe de memórias que daria origem a elas mesmas, um neuromeme. “Os memes são físicos, mas seu substrato é elétrico”. Tá, e aí?

No texto que Christine trabalhou com o público no Instituto de Artes da Unesp, ela também levantou alguns conceitos do neurologista Antonio Damasio. Para ele, o cérebro é um cartógrafo por excelência. Quando uma imagem é produzida, isso está baseado não apenas no que os olhos enxergam; na verdade, essa imagem se forma no canto do cérebro após uma interação externa com o corpo.

O espaço da memória chamado de imagético capta as imagens literais. Já o espaço disposicional, aquele que abriga o raciocínio e a imaginação, faz isso pela interação de fora pra dentro e vice-versa. Então, as recordações não vêm uma memória que está prontinha lá nas nossas pastas-arquivo cinzentas, mas sim de uma narrativa que seu cérebro cria para resgatar/produzir aquela lembrança. Tudo o que é vivido, nossas percepções, são responsáveis por alimentar esse fluxo.

Sim, quando você cantarola "Ai, ui, nossa', é graças à essa interação entre o que você escutou e seu repertório cultural de conhecimentos.

Melodia Sentimental
Publicado em 04/07/2012 às 12:00

Começou a Anda. E não é que a tal apresentação surpresa aconteceu mesmo? Sem mais delongas, o vídeo fala por si...

 

Dancemos!
Publicado em 03/07/2012 às 21:00

Dancemos!

Começa amanhã, 4/7, o II Congresso da Associação Nacional de Pesquisa em Dança (Anda), no Instituto de Artes da Unesp, sob a organização da professora Kathya Godoy. Veja a programação completa.

Fui escalada para cobrir os três dias de evento neste blog e tenho a sutil impressão de que isso não tem qualquer relação com meus conhecimentos sobre dança, que não passam das humildes aulas semanais de salsa - nas quais não sou exatamente um destaque.

A grata surpresa deste pré-evento ficou por conta do podcast que gravamos com Diana Taylor, professora da Universidade de Nova York, que fará a palestra "Performance, Re-performance, Re-Membering", no dia 5, às 10h.  No áudio, ela cita o interessantíssimo programa "Cultura Intangível", desenvolvido pela Unesco, que consiste em preservar a memória de performances (danças, rituais etc) por meio de documentação em vídeos, fotos... Vale a pena conferir o podcast - e treinar o espanhol.

A Anda também trará ao evento discussões de seus seis comitês temáticos: Configurações Estéticas, Dança e Estados do Corpo, Memória e Devires em Linguagens de Dança, Discurso Crítico sobre Dança, Mediações Educacionais e Política. Frente a minha pouca familiaridade com a arte, ainda não sei muito bem o que esperar dos debates (talvez consiga traçar alguma ligação entre dança e o último tema, embora acredite que não será bem essa a abordagem...), mas pelo gabarito dos profissionais e pelo elemento surpresa que, ouvi dizer, será apresentado, acredito que será um evento muito agradável de acompanhar.

Seja pelos programas de televisão que trazem celebridades dançando aos domingos ou porque as revistas ensinam que dançar queima 700 calorias por hora, a dança passa por um momento de renovação. Nunca antes vi tantas pessoas interessadas no estudo das expressões corporais e em toda a semiótica que isso envolve. Sinto que eventos como este democratizam a experiência teórica das cadeiras universitárias, dos pesquisadores sérios e cheios de embasamento, para qualquer um que já tenha sentido a vibração de uma música mexer, ainda que inconscientemente, alguma parte de seu corpo.

Nota de boas vindas: Aproveito para inaugurar este espaço virtual, que será um cantinho para nós, jornalistas da ACI, postarmos o material extra, além de dividirmos um pouco de nossas experiências e impressões dos muitos eventos que cobrimos pelas 33 unidades da Unesp. As matérias oficiais serão publicadas em nossos canais: Portal Unesp, Jornal Unesp, Revista Unesp Ciência ou Unesp Informa.

Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Publicado em // às :
Unesp 2012 - Todos os direitos reservados